Afinal, é o óvulo que escolhe o espermatozóide e não o contrário

Muitos de nós aprendemos que, no processo de reprodução, são os espermatozóides que vão à procura do óvulo. Supostamente, o mais rápido a chegar é o “vencedor”. No entanto, isso não é bem assim. Os óvulos não são submissos. Eles desempenham um papel dominante e escolhem seu próprio esperma! Na verdade, o “vencedor” da corrida passa por uma pré-seleção por parte do óvulo.

Genial
Óvulo escolhe espermatozóide

Scott Gilbert, biólogo de desenvolvimento do Swarthmore College, diz que “o óvulo avalia o esperma antes de eliminá-lo ou classificá-lo como adequado”. Portanto, a fertilização não é realmente um evento aleatório, mas sim seleção a nível celular. Esta investigação foi feita pelo cientista Dr. Joseph H. Nadeau. De acordo com ele, os óvulos não são submissos e dóceis, mas desempenham o papel de peça-chave no processo de reprodução. E, ao contrário da teoria popular de que o esperma corre para o óvulo, a realidade é que é exatamente o oposto.

Genial

Conforme explicado pelo Pacific Northwest Research Institute, é o óvulo que aceita ou descarta um espermatozóide de acordo com sua carga genética. É estranho, mas é verdade. Este processo foi erroneamente avaliado durante todo esse tempo, e continuam a existir pessoas que acham que a fertilização é feita devido a uma corrida de espermatozóides.

Genial
Provas da nova teoria

1. A atração entre espermatozóides e óvulos está amplamente relacionada à molécula de ácido fólico. O metabolismo da vitamina B ou ácido fólico é diferente em um óvulo e em um espermatozóide. Essas mesmas mudanças podem significar o fator decisivo para a atração entre o espermatozóide e o óvulo.

Genial

2. Os espermatozóides já estão presentes no trato genital feminino quando vão direcionados ao óvulo. O óvulo pode não estar totalmente desenvolvido ou saudável durante esse período. Existe a possibilidade de o óvulo influenciar essa divisão celular, de modo que seus genes também possam ser adequados para o espermatozóide.

Genial

É incrível como a ciência está sempre a evoluir e a descobrir novas teorias. Compartilhe com os seus amigos se achou interessante!

Fonte: Genial

O post Afinal, é o óvulo que escolhe o espermatozóide e não o contrário apareceu primeiro em Histórias com Valor.

Share

Deixe uma resposta